quinta-feira, 3 de junho de 2010

Eça, Pessoa ou Saramago? Não, é Farina.

Desde que eu e minha irmã fizemos Blog, meu pai tem se mostrado muito interessado pela coisa. Ele não é muito lá com a tecnologia, mas ama ler e escrever, então, ontem, ofereceu um de seus escritos para eu postar.

- Minha letra não é bonita, mas você passa pro computador e coloca no seu Blog. Vai lá, coloca na internet pra mim, enquanto eu escrevo mais...
- Tudo bem, pai. Espero que não seja chato...

E não é. É sensível, é belo, é profundo...

Um amigo
De que substância é feito um amigo? Que matéria é essa? Como pode um estranho se equiparar a nossos pais e até mesmo suplantá-los em lealdade e carinho? Que cordão une um amigo ao outro? De que argila foram formados para ser um alicerce de amizade?

Não há dúvida que a amizade suplanta o amor por não correr o risco de se esfacelar. Esta é a propriedade que diferencia a amizade do amor - quando terminam todos os recursos, quando todos dizem que eu morri, ainda restará a última cidadela da amizade.

Um amigo é mais sólido do que a solidão devastadora. A grande riqueza antes do desespero é o amigo. O único obstáculo ao suicídio é o amigo. Antes do suicídio vem o amigo.

O amigo é como um cão fiel - não se sabe, mas é uma escolha. Tem pessoas que nasceram para serem amigos, é da sua natureza ajudar, velar, não murmurar, ter apenas amizade.

O amor se torna diferente da amizade porque esta é desinteressada. O amigo ajuda o outro amigo, porque esta é sua missão, isto é, dar sentido à vida do outro.
No amor, um dos dois ama o outro porque a felicidade lhe traz lucro. Na amizade, um amigo ajuda o outro sem lucrar nada, apenas ajuda.

Mil vezes é melhor ter um grande amigo, mas se tivermos um grande amor, este sobreviverá ao tempo e se tornará perpétuo, transformando-se assim, em uma grande amizade.

O amor é temporal, a amizade é eterna. Se me faltarem às forças, se todos os elementos que me mantém erguido fraquejarem, ainda assim, permanecerei como uma brasa viva, se eu tiver um amigo.
A vida só pode cessar quando faltar um amigo, este é mais útil que a riqueza, que o luxo, que a fartura ou a ostentação. O maior tesouro da vida é um amigo, a maior desgraça é a falta dele.

Cultive um amigo se puder, se isto for possível - cultivá-lo - se essa atração que se move for natural e espontânea, agradeça aos amigos, embora, independentemente, não precise de agradecimento ou homenagem. Faça isto enquanto estiver vivo.

Se você tiver no seu círculo de amizade um amigo, a vida só assim terá sentido. Mas, se você não conseguir um amigo de verdade, então, lhe indico um, um Judeu. Como assim? Isto mesmo, esse é o seu nome próprio, Aquele que deu Seu sangue por mim e por você, Jesus Cristo de Nazaré.

Por Odi Farina

3 comentários:

  1. Querido,

    Ele também me mostrou - mas disse que já iria pro seu blog. Ele me prometeu um - sobre a águia e a galinha, os passarinhos e as abelhas, não entendi muito bem - mas vai se chamar Ali Assim no Coiso.

    ResponderExcluir
  2. Que lindo!
    Essa família tem talento!!!

    Amo muito vocês e me considero parte dela! hahaha
    beeijos com saudades!

    ResponderExcluir
  3. Claudiane - irmã4 de junho de 2010 13:31

    AAAIIIIIII MORRO DE ORGULHO DESSE PAI QUE DEUS ME DEU... beijos pai!!

    ResponderExcluir